CURTA NOSSA FAN PAGE

17 de março de 2015

O Amor é Estranho

O Amor é Estranho! Isto é verdade e é o título do filme que reúne dois grandes atores: Alfred Molina e John Lithgow. A história é de dois sujeitos que vivem juntos há quase quarenta anos e resolvem oficializar em um "casamento". Com isso, a escola católica, onde trabalha um deles, não aceita isso. Despedido, são obrigados a deixar a casa deles e vão morar de favor com amigos e parentes.

Assim, descortina uma relação de incômodo em alguns, principalmente na família estrelada por Marisa Tomei que protagoniza um lindo (e falso?) discurso na festa após o casamento. E ficamos com aquela pulga atrás da orelha: até que ponto as pessoas estão realmente prontas para apoiar os outros nos momentos difíceis.

O filme incomoda, mas tem uma estética charmosa, com muitas cenas sem falas (como eu gosto disso!), com fundo musical em piano. Vamos percebendo que o diretor faz disso a principal sinalização dos conflitos dos personagens e da tentativa de disfarçar a tristeza, impotência e dor diante da vida.

O fim é corajoso, principalmente na forma de ser apresentado. Os roteiristas não apostam no trivial, porém foca no sentimento e no fato de que o amor é realmente estranho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário.