cinemafilme

Lou Andreas Salomé chega em janeiro nos cinemas – Blog e-Urbanidade

Cartaz do longa alemão Lou

O filme alemão Lou tem estreia prevista nos cinemas brasileiros em janeiro de 2018 e conta a história da escritora e psicanalista Lou Andreas Salomé, importante personalidade intelectual do fim do século XIX.

A trajetória da escritora é contada por meio de flashbacks em entrevistas dadas ao filólogo Emst Pfeiffer para uma possível biografia, durante o ápice do nacionalismo alemão do Reich. Aos 72 anos, as lembranças perpassam em quatro fases: criança (Helena Pieske), 16 anos (Liv Livia Fries), 21 a 50 anos (Katharina Lorenz) e 72 (Nicole Heesters).

O roteiro da diretora Cordula Kablitz-Post empolga nas primeiras cenas, mas perde ritmo no segundo ato principalmente pela escolha do fio condutor da história. Tendo como conflito principal a resistência de Lou em se envolver sentimentalmente e assim perder o foco em seus estudos filosóficos, são várias as tentativas de tirá-la desse caminho. Entre elas a relação tríade com os filósofos Paul Rée e Nietzsche, o casamento com Friedrich Carl Andreas (Merab Ninidze) e a paixão pelo poeta Rainer Maria Rike.

A escolha de elaborar o roteiro a partir da resistência de Lou em se envolver sentimentalmente, sendo uma personagem tão libertária, acaba por reduzir a obra vanguardista da escritora. Partindo da resolução desse conflito por meio de um insight durante uma sessão com Freud isso se mostra uma das grandes falhas de Kablitz-Post.

A estética proposta pela diretora toma partido de fotos antigas para a reconstrução histórica, fazendo que os personagens apareçam dentro dessas fotografias. Criativo nas primeiras tomadas, mas tornam-se cansativas e repetitivas durante a projeção.

Sendo um biografia, Lou é um filme sem ritmo, às vezes didático demais, porém é um importante registro da escritora e psicanalista, aluna de Sigmund Freud. Suas ideias contestadoras repercutem em muitos discursos atuais, por exemplo, no papel da mulher na sociedade e da religião.

Mesmo assim, vale o ingresso diante da importância de se dar voz e conhecer os pensamentos da intelectual Lou Andreas Salomé.

Exibir mais

Celso Faria

Idealizador e responsável pelo e-Urbanidade. Escritor e agitador cultural. Durante o dia trabalha com muitas planilhas financeiras para depois acompanhar o que acontece no universo cultural e de entretenimento de Sampa e de outras cidades.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *